sexta-feira, 17 de dezembro de 2010


ah!
O amor é quem encosta
e beija, abraça, pisca.
Companhia sem ser, presença sem ter,
saudade sem estar longe.
MR

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Coquinho


Cozinho horas a fio
Sacio qualquer fome
Não fira nem abuse
Coma, coma se lambuse
Sempre com muito carinho

Sirva-se o mundo é mesquinho
Aproveite enquanto
A palmeira da coquinho.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Quando o amor passar


Daqui a pouco levanto,
Agora....
definitivamente não!
Quero aproveitar todas as dobras do lençol...
Aproveitar este perfume que deixou rastros de tua presença.
Daqui a pouco eu levanto,
Não quero perder este elo, que ainda existe entre voce e tua partida,
de pouco.
A toalha está jogada no chão,
ao lado,
a camisa que te emprestei.
Não, não quero levantar...
vou aguardar todo esse amor passar...
Prá que sofrer se posso te sentir nestes vestígios...
Quando o amor passar, levanto...
saio desta cama que se fez cenário.
Quando o amor passar,
me ponho de pé, e então vou sonhar...
e quem sabe te buscar...
mas só quando o amor passar.
mk

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010



Olhei para ela
e parecia um barco à vela
que nos meus horizontes
passava…

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Vida mansinha


Pensando bem, tudo pode ser mais divertido,
depende de como reagimos diante da situação,
aquele velho ditado: tem um limão, faça uma limonada.
É isso, o importante é não azedar, ficar docinho....
assim quero que seja a semana, docinha.
Lá fora, está azul, e tudo pulsa em vida-forte.
Meu dia começou logo cedo,
antes mesmo do sol nascer,
consequentemente terei um dia longo,
nada mal para quem está cheio de coisas a fazer e resolver.
Trato os beija-flores, dou atenção a bicharada,
e fico observando um tico-tico ensaiando um mergulho na piscina,
na hora H,
falta-lhe coragem e sai em voo razante na maior algazarra...
a mim, resta obervar e rir desses pequenos detalhes que fazem dos meus dias algo de especial aqui no meu paradise exclusive!
Vou ali viver, pois a vida me chama....
mk

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010


Quando tudo era ausencia...
... esperei.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Por si


Hoje acordei ARtisTa.

.vOu trabalhAr
mk

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Emboscada


Pensando na vida
entrei na área de serviço com um monte de roupa sujas,
nem prestei atenção nas coisas que me rodeavam....
Coloquei a roupa na máquina,
e quando virei em direção a porta foi que percebi
que um monstro me observava...
Olhos enormes, uma pele enrrugada em tons de verde e cinza,
um verdadeiro bicho-monstro....
Fiquei encurralado entre paredes.
Única saída, bloqueada.
Jeito foi pular para cima da máquina para me defender,
o monstro adentrava-se na pequena área
e com certeza não caberia nós dois.
Num salto, ele chegou bem perto dos meus pés.
Um calafrio percorreu toda minha espinha,
deixando meu corpo arrepiado
e um pavor calava o grito que não adiantaria,
pois ninguém ouviria.
Que fazer??!!...
Era eu e o monstro,
com sua cara olhuda e verde,
e não estava para brincadeiras.
Arrisquei, usei a mesma arma que ele,
dei um pulo, passei por cima do bicho e consegui sair da emboscada.
O bicho verde, feio e olhudo,
ficou olhando o vazio da minha presença
e certamente na sua incapacidade de pensar,
não entendia onde foi parar aquele homem de 1,84 m,
que estava ali, cheio de medo,
de um bichinho que não passava de 6 cm
e a única coisa que come é inseto.
Sim... tenho 184cm, morro de medo de sapo, esses monstros!
Vou pro Rio, ajudar o Bope a dar cabo em bandido, longe dos sapos.
mk

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Mano Velho


Ah!!! O tempo, ele é meu melhor amigo, mas também o pior...
tempo, tempo, tempo, mano velho....
Nasci em cancer, meus pais me deram o nome de Márcio, cara não é que gostei... estou aqui tempos depois, Márcio e canceriano.
Como todo canceriano dá valores as coisas do coração como ninguém... adora família, e chora até em propaganda de creme dental!
Tempo... velho sábio amigo.
Minhas urgencias, são meras passagens. O que era vital tornou-se sem importancia, o que me supria apenas existiu. Novos valores, novas urgencias, me tornei celetista... não quero quantidade, sim qualidade.
Minha prioridade é outra... respirar.
Tempo... velho perverso inimigo meu.
24, 48, 62 horas de pura energia... cansaço só para a falta de vida... hoje tenho espelho, meu lado narciso chora... tempo impiedoso me marcou.


Hoje acordei com vontade de voltar prá casa....
mk

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Fora do ar

Os dias estão curtos,
me pegando de jeito,
jogando prá frente do relógio que já não tic-tac-teia, voa...
acelerando o tempo e me roubando o dia!
Estou tentando me organizar, mas sempre fui de fazer cada coisa por coisa,
e nada misturado,
não sei ser rápido,
o tempo está me pedindo isso,
então me perco no trajeto...ouço o bem-te-vi.
Ficarei off até me sentir centrado.
mk

***
Por muito tempo achei que a ausência é falta...
E lamentava, ignorante a falta...
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência...
A ausência é um estar em mim,
e sinto-a, branca, tão pegada,
aconchegada nos meus braços,
que rio e danço
e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.
Drummond

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Selo Pura Magia



Este selo ganhei da super amiga, que amo, poeta que me traduz com suas palavras-versos, Ira Buscacio, por tanto é um presente super especial.
Como trata-se de uma brincadeira, tenho que escolher 6 blogs para repassar o selinho.
Ira, Marcelo e Faller, voces já estão devidamente selados prá sempre em meu coração. São the best!

Regras a ser cumpridas:

1 - Exibí-lo em seu blog com o link de quem o indicou:

2 - Postar uma imagem acompanhada de um texto curto (5 ou 6 linhas) com os quais você se identifique profundamente e que revelem o que é magia e encantamento em sua vida. O texto pode ser de outra pessoa desde que seja algo expressivo para você.



me guarda moleque
de eterno brincar
me poupa do vexame
de morrer tão moço
muita coisa ainda quero olhar...
**Ednardo

3 - Indicar seis blog's:


Então, os escolhidos fiquem a vontade para brincar ou não!
bj e abç meu
mk

Lindos dias...semana nova!

Flores prá voce chegar!


O dia nasceu azul,
eu acordei com vontade de não sei o que!?
Depois de um fim de senama super,
começa uma semana que promete...
muito a ser feito,
o jeito é ficar antenado
e correr pro bicho não pegar.
Vou lá... cumprir minha parte.
Que tenhamos uma linda semana,
de dias de PAZ e REALIZAÇÕES.
bj meu
mk

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

... dia de sexta


As coisas tão mais lindas



Entre as coisas mais lindas que eu conheci
Só reconheci suas cores belas quando eu te vi
Entre as coisas bem-vindas que já recebi
Eu reconheci minhas cores nela, então eu me vi


Está em cima com o céu e o luar
Hora dos dias, semanas, meses, anos, décadas
E séculos, milênios que vão passar


Água- marinha põe estrelas no mar
Praias, baías, braços, cabos, mares, golfos
E penínsulas e oceanos que não vão secar


E as coisas lindas são mais lindas
Quando você está
Hoje você está
Onde você está
As coisas são mais lindas
Por que você está
Onde você está
Hoje você está
Nas coisas tão mais lindas
NR



Cara, chegou sexta feira...de novo!!! A da semana passada foi ontem!!!
Olha só, a semana foi super-mega-ultra-rápida...bom isso...adoro quando isso acontece. Mas o bicho por aqui pegou, tempo curto e muito a fazer, o jeito é deixar algo para ser feito a semana que vem. Outra que promete, não fortes emoções mas falta de tempo...dias corridinhos.
Cara, sexta feira é bom por si só, eu adoro esse dia, não sei nem por que, basta ser sexta para eu estar de boa... e se não estiver, ficarei... com certeza, afinal a vida rola... e eu no meio dela!
Amanhã é um dia especial, irei uma festa, rever alguns amigos, pessoas bonitas que adoro e me dão uma super energia.
Então ... bjs meus
Ops, o texto me fez lembrar algo do tipo...
Meu querido diário, hj..blá-blá-blá...
mk

quarta-feira, 3 de novembro de 2010


Assim ó... o dia está azul, aqui tudo lindo e estou na correria.
A semana começou já acabando e isso é ótimo,
pois o final de semana já tá chegando.
Então vamos correr pro bicho não pegar.
É isso..... boa semana curta.

mk


Se o pensamento duvidar
Todos os meus poros vão dizer
Estou pronto para embarcar
Sem me preocupar e sem temer
AA

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

[...]

O melhor dia da semana aqui no sul amanheceu com um sol tímido em um céu meio cinzento. Mas é sexta feira dia de ""Botei uma camisa listrada e sai por ai...""
Estou meio corrido, mil coisas a fazer, e não muito afim de fazê-las...mas como nem tudo é doce... vamos lá!!!
Que vale mesmo, é que é sexta feira, meu all star está ali, com o calibre certo prá atirar pro alto e ver o que cai... então logo mais a noite.... voltinha!
E prá ficar tudo bacaninha uma poesia do poeta... Faller, Jacson Faller, o senhor das letras.
mk

Reconstruo teu corpo abstrato

Resconstruo teu corpo abstrato
Dilacerado por tua arte concreta
Procuro em tuas palavras alguma vida
Antes de concluir teu retrato...

Dispenso todo espaço, o comentário, tudo
Tudo que é exposto, cênico e vil.
Observo teu coração senil...
E abdico da amargura, ao fundo.

Não restando contraste algum para o falho,
Invento traços, traças e mazelas...
Inventando deparo-me com o Nada -
Banho em mágoas toda a figura,
Levo ao rosto as aquarelas...
E dou às costas ao espelho.
Faller



quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Dia de viver.


Pequenos floquinhos brancos salpicam o céu azul.
Eu acordei pintor...
dono de uma paleta colorida.
Fundo musical Yellow do Coldplay.
Nada de exuberante,
apenas o essencial...
Vida de
viver!!!
mk

terça-feira, 26 de outubro de 2010

... que não sei.

Lá fora o sol brilha,
mostrando que meia tarde se faz.
Meu peito comprime,
feito nó apertado...
Um vazio pára minha história,
que parece não ser minha, mas de um outro!
Sinto saudades de coisas que não sei... sei sentir!
Onda quebra no rochedo,
se desvai em espumas e respingos... molham.
Serei personagem fora de cena,
perdido em cenário alheio?
Hoje não sei... estou com sono.
mk

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Sob os refletores


Tinha em minha frente toda uma avenida...
entre esquinas, voce... partia.
Deixando um adeus...
A voz embargada na agonia de um pedido: não, não vá,
ecoava em labirintos internos de torturas.
Voce nem ligou se aqui doía... apenas partia.
Mostrava-se arrogante, virtuose de poderes... eu sofria!
Torres, refletores, meio fio... eu perdido.
Aos pés do museu guardei meus sonhos...
acervo para memória.
A avenida tinha o tamanho exato para nós dois...
agora mostra-se sem fim.
O parque testemunho de alguns carinhos e pecadinhos ,
agora testemunha dor...
Na avenida chove!
Não, não choverei...
pegarei o metro,
partirei também.
Há sempre uma nova estação.
...
E quem perdeu?
Ah... fala sério...não foi eu!!!
Amanhã fará sol na avenida...
Ah... Paulista!!!
mk

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Incidental - Eu... usurpador de palavras.

É claro que eu poderia ter escrito a citação abaixo...
mas como achar as palavras, não sou poeta, nem escritor?!

Ira Buscacio

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Eu espero...


Cumplice



O vento brinca com a cortina
que se deixa voar...
afinal o quarto está vazio.
Já não há pecado, amor ou saudade
... já não há lágrimas,
nem lençol suado,
apenas a cortina,
que brinca ao vento na solidão,
já não protege o amor.
Resta apenas a claridade, e arde!
Cansada acaricia o chão,
e espera...
Espera ser cumplice de dois
e rasgar a solidão de um!
mk

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Nunca Mais Verei Seu Rosto Amado...


Entardecia. A brisa forte do outono varria as alamedas, espalhando as folhas secas que caíam das árvores amarelecidas, e os raios de sol que se filtravam por entres as nuvens cinzentas não conseguiam aquecer os raros transeuntes que caminhavam por entre as campas naquele domingo.
Com um maço de flores entre as mãos, um cavalheiro bem vestido, revelando sua linhagem nobre, procurava um nome, lendo atentamente as inscrições das lápides.
Finalmente, parou.


Aqui jaz
Suzanne Ferguson,
deixou a Terra em 30 de setembro de 1906.

Seus olhos encheram-se de lágrimas. Por seu rosto amadurecido passou uma onda de emoção.
Finalmente a encontrara. Finalmente tinha notícias. Ela estava morta.
Como sonhara com o momento do reencontro! Como buscara por toda parte a sua figura amada! Tudo inútil.

** Quando a vida escolhe
Zibia gasparetto pelo espírito de Lucius

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Para um dia cinza... azul!



Ontem o dia foi de correria.
Levar tela pro museu,
voltar correndinho pois o bicho do atelie pegou....
uma limpadinha rápida no espaço,
e a vontade de fazer arte... Uhuuhhh!!!
Mais uma obra pronta!
Essa minha linda vida de artista...amo!
Hoje o dia nasceu cinza-chuva,
bastante escuro,
alguns trovões quebram o silencio...
eu estou azul,
tinha planejado um dia de sol,
mudanças se faz necessário...
vou pro atelier...
esquecer do mundo,
um arteiro-artista
ruminando idéias,
dando vida ao estático.
Sonhando-vida-artista
enlouquecido no mundo de fermentações... o atelie!
mk


Logo mais tem abertura da exposição no
Museu Histórico de São José.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Horas tortas


Madrugada,
no livro as letras sumiram
está tudo branco,
resta insonia e angustia.
Saudade corta feito faca
a carne que já não sangra.
Na parede, a tortura de um relógio
mostra um tempo estático.
Noite negra!
Tenho medo do escuro.
Sim... desde de criança.
O escuro me deixa pequeno
e o mundo é gigante.
Sou noturno, não escuro!
Gosto da lua, das estrelas.
O cruzeiro do sul me indica o caminho,
como me perder?
Queria andar a deriva...
a deriva de mim... vela sem mar,
mais com um céu gigante para sonhar.
mk

sexta-feira, 1 de outubro de 2010


Cena - Sexta-feira a noite
Ato -balada.
Figurino

Jeans,
camiseta preta
e
all star.


mk



EU ETIQUETA

Em minha calça está grudado um nome
Que não é meu de batismo ou de cartório
Um nome... estranho.
Meu blusão traz lembrete de bebida
Que jamais pus na boca, nessa vida,
Em minha camiseta, a marca de cigarro
Que não fumo, até hoje não fumei.
Minhas meias falam de produtos
Que nunca experimentei
Mas são comunicados a meus pés.
Meu tênis é proclama colorido
De alguma coisa não provada
Por este provador de longa idade.
Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro,
Minha gravata e cinto e escova e pente,
Meu copo, minha xícara,
Minha toalha de banho e sabonete,
Meu isso, meu aquilo.
Desde a cabeça ao bico dos sapatos,
São mensagens,
Letras falantes,
Gritos visuais,
Ordens de uso, abuso, reincidências.
Costume, hábito, permência,
Indispensabilidade,
E fazem de mim homem-anúncio itinerante,
Escravo da matéria anunciada.
Estou, estou na moda.
É duro andar na moda, ainda que a moda
Seja negar minha identidade,
Trocá-la por mil, açambarcando
Todas as marcas registradas,
Todos os logotipos do mercado.
Com que inocência demito-me de ser
Eu que antes era e me sabia
Tão diverso de outros, tão mim mesmo,
Ser pensante sentinte e solitário
Com outros seres diversos e conscientes
De sua humana, invencível condição.
Agora sou anúncio
Ora vulgar ora bizarro.
Em língua nacional ou em qualquer língua
(Qualquer principalmente.)
E nisto me comparo, tiro glória
De minha anulação.
Não sou - vê lá - anúncio contratado.
Eu é que mimosamente pago
Para anunciar, para vender
Em bares festas praias pérgulas piscinas,
E bem à vista exibo esta etiqueta
Global no corpo que desiste
De ser veste e sandália de uma essência
Tão viva, independente,
Que moda ou suborno algum a compromete.
Onde terei jogado fora
Meu gosto e capacidade de escolher,
Minhas idiossincrasias tão pessoais,
Tão minhas que no rosto se espelhavam
E cada gesto, cada olhar
Cada vinco da roupa
Sou gravado de forma universal,
Saio da estamparia, não de casa,
Da vitrine me tiram, recolocam,
Objeto pulsante mas objeto
Que se oferece como signo dos outros
Objetos estáticos, tarifados.
Por me ostentar assim, tão orgulhoso
De ser não eu, mas artigo industrial,
Peço que meu nome retifiquem.
Já não me convém o título de homem.
Meu nome novo é Coisa.
Eu sou a Coisa, coisamente.
CDA

quarta-feira, 29 de setembro de 2010


É de manhã vem o sol
Mas os pingos da chuva
que ontem caiu
Ainda estão a brilhar


Inspirações de um dia de sol.


Me de a mão,
vamos sair prá ver o SOL...

mk

segunda-feira, 27 de setembro de 2010


***
Persistente por todo o final de semana,
a chuva que chegou,
trouxe consigo aquele ar de nostalgia...
Eu que tinha sonhado um fim de semana doce...
azedou!
Mas começa uma nova semana,
está cinza e chove... muito!
Felicidade, só os passarinhos que adoram brincar na chuva,
eu não...
me guardo dias assim,
sou sol-azul.
mk

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Imagem por si
...não me deixe morrer.


— As árvores, meu filho, não têm alma!
E esta árvore me serve de empecilho...
É preciso cortá-la, pois, meu filho,
Para que eu tenha uma velhice calma!


— Meu pai, por que sua ira não se acalma?!
Não vê que em tudo existe o mesmo brilho?!
Deus pos almas nos cedros... no junquilho...
Esta árvore, meu pai, possui minh'alma! ...


— Disse — e ajoelhou-se, numa rogativa:
«Não mate a árvore, pai, para que eu viva!»
E quando a árvore, olhando a pátria serra,
Caiu aos golpes do machado bronco,
O moço triste se abraçou com o tronco
E nunca mais se levantou da terra!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Ensaio para um filme Utópico




Acordei
no exato instante
que voce ia dizer:
te amo.

Perdi o sono...
mk


sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Doce dia... de sexta!


O melhor dia da semana amanheceu azul, um lindo dia!
Lá fora a rotina da manhã me espera, e adoro. Os passarinhos estão empulerados no muro esperando comida, já mais atrás, os beija-flores estão na maior algazarra... "aí brother, nossa aguinha vem ou não vem?" Lá na frente os cachorros latem para pensamentos que por lá se atrevem a passar...como disse, um lindo dia... uma sexta feira azul de vida!
Hoje estou querendo minha rede e meu livro, estou lendo A Vingança de Christopher Reich, um bom livro, cheio de sonífero, leio meia página e...ZZZZZ. Mas persisto, quase um mes de leitura e consegui devorar 230 das 350 páginas do livro, até o final do ano termino o dito. Mas garanto, a história é boa... eu que ando cansado.
Então, lembrei que sou artista, tenho um atelie que está lá... na espera.
Afinal ser ou não ser, esta é a questão, e eu ... sou! Então vou-fui ... um lindo fim de semana pra TUS que passar por aqui.. bj meu.
Ops, calçarei meu all star e irei por aí... continuo apaixonado por Nando Reis e lendo voces... apenas com preguiça de comentar... logo passa... é isso!
mk

terça-feira, 14 de setembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010


Prefiro chorar
com a certeza
De que essa paixão
Me fez um homem melhor
Depois de você .NR