quarta-feira, 18 de maio de 2011

lá fora chove...




A tarde está fria e cai uma garoa gelada, proporcionando uma sensação mais fria do que a real. Uma tarde cinzenta.

Um café para esquentar e pensamentos vagos...

No atelie tudo certo. Espero algumas respostas, e um projeto novo de exposição tomando forma. Projeto, papel, tudo fácil, na execução o bicho pega, e galeria para expor, então?!.... Sufoco de artista, que trabalha para a sua arte ter vida.

Tinha planos prá tarde, algo em azul... o dia ficou cinza e me nocauteou. Imprevistos da vida... navalha na carne e ferida exposta... salva-se quem puder!Sobreviverei a esta melancolia que a chuva me tráz, me jogarei prá vida!

mk

6 comentários:

  1. As vezes a chuva vem para lavar da alma aquilo que a polui de dor.
    beijos achocolatados

    ResponderExcluir
  2. Meu bonito azul, sua obra me toca, contagia, me faz viajar. Um dia, desses qualquer, eu quero estar dentrom dela, abstrato, real, surreal, pdaço de mim.
    Bjs, meu
    amo tu!

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que cada vez que o cinza te atinge, seu azul fica mais forte. Sei lá.

    Beijo, Má.

    ResponderExcluir
  4. Sim, sim, Sandra... as vezes. Porém as vezes, ela também destrói...
    Bj meu

    ResponderExcluir
  5. Cara olha só... o Futuro é Nosso!!!
    Tbm amo vc Ira.
    bj meu

    ResponderExcluir